Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO

o depto • orgãos • serviços • como-chegar • museu-física
Acerca do Departamento de Física
O Departamento de Física da Universidade de Coimbra é uma escola comprometida com a excelência do ensino e da investigação. Isso vê-se na qualidade das nossas licenciaturas, mestrados e doutoramentos; vê-se na investigação que fazemos e na diversidade de colaborações internacionais que têm investigadores nossos; vê-se na qualidade dos nossos diplomados, na sua empregabilidade e sucesso profissional. Esta escola tem as suas origens em 1772 mas o futuro por horizonte. É para lá que olhamos.

O Departamento de Física da Universidade de Coimbra foi criado em 1772 com o nome de Gabinete de Fysica Experimental e era parte da Faculdade de Filosofia.

Durante os séculos XIX e XX o Gabinete de Fysica acompanhou o desenvolvimento científico e manteve considerável intercâmbio com os mais prestigiados centros científicos europeus da época, mesmo nos períodos de maior isolamento do país.

Presentemente o Departamento de Física integra a Faculdade de Ciências e Tecnologia, estando hoje dotado de modernas instalações para o ensino e a investigação, em espaço próprio no centro da Alta de Coimbra. A biblioteca é reconhecidamente uma das melhores do seu género a nível europeu. Dispõe de boas salas de aula, com excelente acústica, e laboratórios bem equipados, quer para o ensino prático quer para a investigação, bem como uma rede informática moderna, que se estende a todo o edifício. Em termos computacionais é um importante pólo da rede de computação de alto desempenho, dispondo de um supercomputador dos mais mais rápidos instalados no país.

Departamento de Física dispõe de um corpo docente dos mais qualificados do país, com 43 Doutores. Os seus grupos de investigação cobrem a maioria das áreas da Física e das tecnologias afins. O número de publicações científicas coloca o Departamento de Física entre os mais produtivos à escala nacional. Os centros de investigação que integra são regularmente sujeitas a avaliação por entidades externas nomeadas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia. A última avaliação classificou estas unidades de nvestigação com notas de "Excelente" e "Muito Bom".

O Departamento de Física integra várias redes de investigação europeias, e tem colaborações científicas com os principais centros de investigação da Europa, nomeadamnete com o CERN, a ESA, o ESO, o RAL, etc... existindo um amplo intercâmbio de ideias e de cooperação.

A ligação à comunidade é muito importante para nós, nomeadamente a forte ligação às escolas de ensino não universitário e às empresas. É disso prova o facto de cada vez mais estudantes fazerem estágios em empresas, durante o seu percurso académico, e a participação activa das empresas em projectos de investigação e desenvolvimento conducentes a teses de mestrado, nos vários mestrados que o Departamento de Física coordena.

Nas salas originais do "Gabinete de Fysica", funciona hoje o Museu de Física, onde se podem apreciar os instrumentos que outrora fizeram parte do ensino e da investigação e que são hoje um importantes património, um dos mais importantes do mundo.