Actividades
fisica.uc.pt

  link a
  link b
  link c

  link 1
  link 2
  link 3
 


a electricidade
como se faz uma faísca?
Material: pano de lã; tábua de plástico que carregue facilmente por fricção; prato de alumínio; copo de plástico; cola forte para plásticos

material para a experiência


Nos finais do século XVIII, popularizou-se um instrumento chamado electróforo, desenvolvido pelo cientista italiano Alessandro Volta a partir de uma invenção de Johannes Wilcke. É um instrumento simples, que permite obter facilmente uma quantidade considerável de cargas eléctricas (e acumulá-las num condensador, por exemplo) sem precisar de recorrer a uma máquina electrostática.

electróforo

Podes obter faíscas realmente grandes se usares uma bandeja bem lisa de um metal bom condutor (alumínio ou aço inox) e uma placa grande de PVC, ou (melhor ainda!) de teflon. Nessa altura os choques podem ser desagradáveis… Podes substituir o dedo por uma esfera metálica com um cabo. Basta arranjar um puxador de armário em alumínio ou aço inox, enroscado num parafuso comprido.

como fazer faíscas grandes..


Como funciona o electróforo?

Como funciona o electróforo


a) O plástico fica carregado com cargas negativas ao ser friccionado com a lã. Ao poisar o prato de alumínio, as cargas do plástico não passam para o alumínio (o plástico é isolador), mas induzem uma separação de cargas no alumínio.

b) Ao tocares com o dedo, as cargas negativas (electrões) escapam-se através do dedo em direcção à terra. O prato fica carregado positivamente.

c) Ao levantar o prato, as cargas positivas distribuem-se por todo o prato.

d) Aproximando o dedo novamente, há uma nova faísca que resulta de um movimento de electrões da terra para o prato, através do dedo. O prato fica descarregado e podemos recomeçar tudo de novo!


© Departamento de Física 2007 - 2017 • in_situ • .oOzone