DEPARTAMENTO DE FÍSICA

 

 - 

Ano letivo: 2002-2003
Especificação técnica - ficha curricular
N.B. estas fichas estão definidas apenas desde 2007 (acordo de Bolonha).

Elementos especificos
código da disciplinaciclo de estudossemestre lectivocréditos ECTSlíngua de ensino
16pt


Objectivos formativos
- Reconhecer e utilizar conceitos e princípios básicos da Física, estimulando a sua ligação ao estudo dos sistemas com interesse para a engenharia mecânica. Analisar, sintetizar e processar informação.
- Saber utilizar as metodologias e as técnicas adequadas em Física, aplicando-as em situações e em sistemas com interesse para a engenharia mecânica.
- Reconhecer a importância da física na interpretação e explicação de fenómenos da área das ciências da engenharia, em particular, e da ciência e da tecnologia, em geral.
- Preparar, processar, interpretar e comunicar informação física, utilizando fontes bibliográficas pertinentes, discurso adequado e as ferramentas apropriadas.
Programa genérico mínimo
1. ELECTROMAGNETISMO
1.1 Carga eléctrica e lei de Coulomb.
1.2 Campo eléctrico e potencial eléctrico.
1.3 Condutores, isoladores e dieléctricos.
1.4 Corrente eléctrica, lei de Ohm e circuitos de corrente contínua.
1.5 Leis de Kirchhoff
1.6 Condensadores e circuitos RC.
1.7 Campo magnético. Fontes de campo magnético.
1.8 Força de Lorentz. Forças entre correntes
1.9 Indução electromagnética e lei de Faraday
1.10 Indutores e circuitos RLC.

2. ÓPTICA
2.1 Princípios da óptica geométrica
2.2 Espelhos e lentes ideais; aberrações. Instrumentos ópticos
2.3 Natureza ondulatória da luz: espectro electromagnético
2.4 Polarização, interferência e difracção. Princípio de Huygens
2.5 Lasers: noções básicas

3. RADIOACTIVIDADE
3.1 Estrutura do núcleo; isótopos.
3.2 Declínio radioactivo
3.3 Radiações nucleares
3.4 Reacções nucleares
Pré-requisitos
Competências genéricas a atingir
. Competência em análise e síntese;
. Competência para resolver problemas;
. Competência em raciocínio crítico;
. Competência em aprendizagem autónoma;
. Competência em aplicar na prática os conhecimentos teóricos;
. Competência em organização e planificação;
. Competência em comunicação oral e escrita;
. Competência em gestão da informação;
. Adaptabilidade a novas situações;
. Criatividade;
(por ordem decrescente de importância)
Horas lectivas semestrais
aulas teóricas45
aulas teórico-práticas30
total horas lectivas75

Método de avaliação
Exame100 %

Bibliografia de referência
H. Benson, University Physics, John Wiley & Sons, Revised edition, New York (1995)
D. C. Giancoli, Physics for Scientists and Engineers, 3rd ed., Prentice Hall, New York (2000)
D. Halliday e R. Resnick, Fundamentos de Física, Livros Técnicos e Científicos, Rio de Janeiro (1985)
D. Halliday, R. Resnick e K.S. Krane, Physics, 5th Ed.
J.W. Kane, M.M. Sternheim, Physics, 3rd ed. John Wiley & Sons, New York (1988)
J.B. Marion e W.F. Hornyak, General Physics with Bioscience Essays, John Wiley & Sons, 2nd Ed., New York (1985)
F. Sears, M.W. Zemansky e H.D. Young, Física, 2ª ed., Livros Técnicos e Científicos, Rio de Janeiro (1985)
P.A. Tipler, Física para cientistas e engenheiros, 3ª ed., Editora Guanabara Koogan Rio de Janeiro (1994)
Método de ensino
Ensino expositivo com referências constantes aos sistemas físicos cuja descrição mais possa interessar aos alunos de engenharia mecânica. Será enfatizada a referência a situações do dia a dia que podem ser explicadas recorrendo aos conceitos da física que se aprendem na disciplina. Procurar-se-á desta forma ilustrar a utilidade e a importância da física como disciplina estruturante em cursos de ciências e de tecnologias.
Recursos específicos utilizados