DEPARTAMENTO DE FÍSICA

 

Biologia Celular do Desenvolvimento Humano - EB

Ano letivo: 2012-2013
Especificação técnica - ficha curricular

Elementos especificos
código da disciplinaciclo de estudossemestre lectivocréditos ECTSlíngua de ensino
1003645116pt


Objectivos formativos
O objectivo do ensino desta Disciplina é dar ao estudante as ferramentas sobre os mecanismos biológicos da célula que lhe permita a compreensão e a sua integração outras disciplinas que constituem o currículo da Licenciatura. O docente cria as condições para que o aluno aprenda e desenvolva os conhecimentos (saber), as aptidões (saber fazer) e as atitudes (saber estar). Portanto os objectivos gerais da disciplina de Biologia celular do desenvolvimento humano são:
Conhecimentos: Explicar por meio de conceitos e de tecnologias comuns à Biologia Celular e Molecular, à Bioquímica e à Genética, como é que as células se desenvolvem, se propagam, comunicam e controlam a sua actividade. Como é que elas se desviam deste padrão de comportamento e quais as consequências clínicas destes desvios para a sobrevivência da célula como unidade e para o indivíduo como um todo. Saber aplicar/escolher as tecnologias adequadas ao estudo das funções celulares. Integrar os conhecimentos. Apresentar e interpretar resultados experimentais e avaliar as possibilidades e implicações dos diagnósticos.
Aptidões: Aplicar e integrar os conhecimentos adquiridos na: compreensão dos mecanismos moleculares da doença; na resolução e interpretação de problemas relacionados com esses conhecimentos. Desenvolver a capacidade de auto-aprendizagem, pesquisa e escolha da informação adequada.
Atitudes: Desenvolver o querer saber, promover o desenvolvimento de qualidades adequadas à actividade profissional futura como: o rigor, a integridade, a ponderação, a auto-crítica e os princípios éticos. Reconhecer a necessidade de um estudo permanente e contínuo de forma a estar sempre actualizado e que lhe permita desempenhar no futuro a função de Engenheiro Biomédico com confiança e elevação.

Programa genérico mínimo
PROGRAMA TEÓRICO
1. Características metabólicas das diferentes células e tecidos
O neurónio.
O miócito.
O adipócito.
O hepatócito.
O tecido ósseo .
2. MECANISMOS CELULARES DO DESENVOLVIMENTO E DIFERENCIAÇÃO
Embriologia geral - Fertilização e segmentação; Formação do embrião tridérmico; Formação dos anexos embrionários.
Biologia do desenvolvimento I - Controlo genético; Interacção celular; manipulação genética no estudo do desenvolvimento.
Biologia de desenvolvimento II - Diferenciação e determinação celular (estrutura, função e localização).
Patologia do Desenvolvimento.
Morte Celular.
3. A CÉLULA E AS ANOMALIAS DO DESENVOLVIMENTO
Erros no mecanismo da mitose mosaicismo
Erros no mecanismo da meiose e suas implicações
Mecanismos biológicos envolvidos na formação das alterações cromossómicas             numéricas
Mecanismos biológicos envolvidos na formação das alterações cromossómicas              estruturais desequilibradas
Alterações cromossómicas estruturais equilibradas
4. NOVAS TÉCNICAS E TECNOLOGIAS EM BIOMEDICINA
Microscopia de Fluorescência
Citometria de fluxo
DNA Microarrays e RT-PCR
Proteómica
Terapia génica
Aplicação das células estaminais

PROGRAMA PRÁTICO
1. Segurança no Laboratório
2. Estabelecimento de uma cultura primária de células
3. Determinação da viabilidade celular (1ª parte)
4. Determinação da viabilidade celular (2ª parte)
5. Comunicação celular Captação de cobalto por neurónios (1ª parte)
6. Comunicação celular Captação de cobalto por neurónios (2ª parte)
7. Etapas do desenvolvimento embrionário
8. Preparação e montagem de um cariótipo (com Visita à Unidade de Citogenética da FMUC)
9. Preparação da apresentação e discussão de temas/artigos
10. Apresentação e discussão dos temas/artigos
Pré-requisitos
Disciplina de Biologia Celular e Molecular e Disciplina de Bioquímica
Competências genéricas a atingir
. Competência em análise e síntese;
. Competência para resolver problemas;
. Valorização da diversidade e multiculturalidade;
. Competência em aplicar na prática os conhecimentos teóricos;
. Competência em comunicação oral e escrita;
. Capacidade de decisão;
. Competência em trabalho em grupo;
. Competência para comunicar com pessoas que não são especialistas na área;
. Competência em entender a linguagem de outros especialistas;
. Compromisso ético;
. Competência em aprendizagem autónoma;
. Competência em investigar;
(por ordem decrescente de importância)
Horas lectivas semestrais
aulas teóricas45
aulas práticas laboratoriais30
total horas lectivas75

Método de avaliação
Exame70 %
Outros2 %
20 %
8 %

Bibliografia de referência
- Cooper G. (2004), The Cell: a molecular approach, 3nd edition.
- Carlos Azevedo et al. (2005), Biologia Celular e Molecular, 4ª edição
- Stryer R (1999), Biochemistry, 4th edition
- Sadler (2003) Langman´s Medical Embryology. - 9nd edition
- Material fornecido por cada professor.
Método de ensino
A metodologia utilizada está adaptada aos condicionalismos e infra estruturas existentes. O ensino é distribuído por aulas teóricas (T), práticas (P), teórico-práticas (TP). As T visam os mecanismos biológicos, estimulam a compreensão e integração dos conhecimentos. A participação dos alunos é estimulada através de questões que permitem a interligação das matérias. As P dão uma visão de experiências laboratoriais, permitem um reforço do ensino teórico e promovem o trabalho e a discussão em grupo. As aulas TP têm como objectivo desenvolver a aprendizagem pelo método de análise de problemas.
A relação Docente/Discente é estimulada em todas as metodologias.
A metodologia usada permite ao estudante adquirir conhecimentos sobre como funciona a célula e o organismo na sua globalidade e perceber as implicações clínicas dos mecanismos moleculares envolvidos na disfunção celular que ocorre na doença. O estudante é estimulado a pensar de modo lógico e analítico. É-lhes disponibilizado a possibilidade de discussão de casos problema e esclarecimento de dúvidas.
Recursos específicos utilizados